Ciência

Novo estudo traz maior eficácia no tratamento da tuberculose em Angola

tuberculose

Um grupo de investigadores da Universidade de Lisboa, conseguiu definir o perfil genético da estirpe de tuberculose “mycobacterium tuberculosis”, registado em Luanda.

Segundo o site de notícias angolano “Rede Angola”, no estudo participaram 100 doentes diagnosticados com tuberculose do Hospital da Divina Providência em Luanda. Esta descoberta vai permitir decifrar quais as formas multirresistentes das bactérias aos antibióticos, e assim conseguir um maior controlo da doença.

O estudo foi publicado este mês na revista Scientific Reports e nele participaram investigadores do Centro de Investigação Interdisciplinar Egas Moniz (CiiEM), do Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz (ISCSEM), do Instituto de Investigação do Medicamento (iMed.ULisboa) da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (FFUL), do Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT) da Universidade Nova de Lisboa e do Hospital da Divina Providência em Luanda.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), Angola está entre os 20 países com maior incidência de tuberculose a nível mundial.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo