Cultura

Filme brasileiro vence prémio de melhor filme do São Tomé FestFilm 2017

para ter onde ir
"Para ter onde ir” (Jorane Castro)

A 3ª edição do São Tomé FilmFest terminou a 19 de fevereiro, depois de quatro dias de exibição de 40 filmes selecionados nas diferentes categorias: curta-metragem, longa-metragem, animação e documentário.

O vencedor de melhor filme foi para o realizador brasileiro Marcelo Todelo, com o filme “Invasores”. O Brasil recebeu também uma menção honrosa para a longa-metragem “Para ter onde ir”, de Jorane Castro.

O prémio de melhor curta-metragem de animação foi para a Rússia, atribuído ao filme “The Edge”, de Alexandra Averyanova. A nível internacional, o prémio foi para a produção belga “Nkosi Coiffure”, de Frederike Migom. Nesta categoria, a menção honrosa foi para França, para a curta “Dias Intranquilos”, de Latifa Said.

O documentário escolhido foi “Três Mulheres”, do espanhol Alexis Delgado Búrdalo. A menção honrosa foi para a Alemanha, com o filme documental “Arlette – A Coragem é um Músculo”, de Florian Hoffmann.

Restou uma última menção honrosa para a curta-metragem de animação “O Legado de Rubis”, de Ebele Okoye, uma coprodução entre a Alemanha e a Nigéria.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo