Cultura

Prémios Europa Nostra distinguem requalificação dos Clérigos e Mestrado do Minho

Porto 12/01/17  -   Alpinistas regressam à torre dos Clérigos, tratamento da pedra onde funciona o relógio para colocarem os ponteiros que tiraram para os restaurar.(Leonel de Castro/Global Imagens)
Torre dos Clérigos (Porto)

O projeto de requalificação da Torre dos Clérigos, no Porto, e o Mestrado em Análise Estrutural de Monumentos da Universidade do Minho, foram dois dos 29 vencedores do Prémio da União Europeia para o Património Cultural (Prémios Europa Nostra).

O projeto português de requalificação da Igreja e da Torre dos Clérigos venceu na categoria Conservação. O Mestrado em Análise Estrutural de Monumentos e Construções Históricas de Guimarães foi distinguido na categoria Educação, Formação e Sensibilização.

Os prémios, em dinheiro, são atribuídos pela Comissão Europeia. Segundo descrito na página oficial o objetivo destes Prémios é “promover elevados padrões e competências na prática da conservação do património cultural tangível e contribuir para aumentar o intercâmbio do conhecimento e experiência no âmbito do património cultural europeu”.

Em 2016, Portugal venceu exatamente na mesmas categorias. Na categoria de Conservação, foi distinguida a reabilitação da Catedral e Museu Diocesano de Santarém. Na categoria Educação, Formação e Sensibilização, o projeto de desenvolvimento sustentável do Planalto da Mourela no Parque Nacional da Peneda-Gerês.

A partir de agora, é possível votar on-line para decidir quais serão os sete vencedores do Grande Prémio Europa Nostra. Os vencedores serão anunciados durante o Congresso do Património Europeu, que acontece em Turku de 11 a 15 de maio.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo