Angola | Crise

Angola já recebeu 11 mil congoleses que fugiram dos conflitos em Kasai

congo refugiados

A onda de violência na província de Kasai, na República Democrática do Congo, já forçou 11 mil pessoas a procurar refúgio em Angola, refere o site de notícias Rádio ONU. Os congoleses dirigem-se na sua maioria para Dundo, capital da província de Lunda Norte.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), classifica a situação em Kasai como “um conflito brutal”, que desde meados de 2016, já obrigou mais de 1 milhão de civis a deixar a República Democrática do Congo.

Segundo o mesmo órgão de comunicação, a ONU enviará uma equipa para Dundo no próximo sábado. O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) vai enviar para Angola tendas, utensílios de cozinha, cobertores, redes mosquiteiras e colchões.

Também as crianças são muito afetadas e o Fundo da ONU para a Infância (UNICEF), revela que 1,5 milhão de crianças já foram afetadas pela violência extrema na província de Kasai, e cerca de 600 mil já foram obrigadas a abandonar as suas casas. Para além das que fogem, a UNICEF calcula que 2 mil crianças estejam a ser recrutadas pelas milícias armadas na província de Kasai. A agência da ONU faz um apelo de mais de 20 milhões de dólares para responder à crise em Kasai, para a qual só recebeu ainda 3,5 milhões.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo