Angola

Eleições Gerais Angola: UNITA denuncia “discrepância” de dados estatísticos nas várias províncias

CNE 3

O maior partido da oposição em Angola, a UNITA, denunciou na sua página oficial as declarações do secretário da Presidência da UNITA para os Assuntos Eleitorais, Vitorino Nhany, que declarou existir “discrepância de dados estatísticos em quase todas as províncias de Angola”, “cerca de cerca de 1,84%, que em processos eleitorais é significativo”, sublinha.

Segundo Vitorino Nhany, não há coincidência de dados fornecidos pelo MAT, CNE e SINFIC, e na província da Huíla constatou-se existe uma diferença de 16.543 eleitores entre os dados controlados pelo MAT (897.465) e pela CNE (914.008).

Vitorino Nhany referiu ainda que se verificou a mesma situação na província da Lunda Norte, onde “houve registo de discrepâncias acrescidas à destruição de cartões por ação de fogo na localidade do Samba, Município de Xa-Muteba, onde foram encontradas reminiscências de mais de 100 cartões queimados tendo-se identificado o cartão nº 213542; grupo 60104, pertencente ao cidadão Mateus Castigo Muatchengue, membro da UNITA e Secretário local da JURA”, lê-se na mesma página.

Segundo a UNITA, depois dos dados entregues à CNE sobre o registo eleitoral seria “lógico” que os números verificados fossem os mesmos, uma vez que foram corrigidas as anomalias verificadas no processo eleitoral.

A ida às urnas está agendada para 23 de agosto.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo