Angola

José Eduardo dos Santos quer MPLA a vencer eleições gerais

josé edurado dos santos

A primeira sessão extraordinária do Comité Central do MPLA realizou-se esta sexta-feira, no Complexo Turístico do Futungo II, em Luanda. O discurso de abertura ficou a cargo do Presidente da República de Angola e líder do partido MPLA, José Eduardo dos Santos.

O Presidente da República garantiu, relativamente às Eleições Gerais previstas para agosto, que os candidatos aprovados à cabeça de lista do partido não serão alterados. Contudo, poderá haver alterações na lista de candidatos a deputados para a Assembleia Nacional, designados na ultima sessão ordinária do MPLA, que decorreu em fevereiro.

Relativamente a esta alteração, José Eduardo dos Santos lembrou que deve ser encarada como “uma questão meramente estratégica do partido, cujo objetivo fundamental é vencer as eleições gerais de 2017”. E acrescentou que o propósito desta reestruturação é garantir “maior eficácia e otimização na execução das nossas tarefas partidárias e o aumento do índice de confiança no partido por parte dos eleitores”, destaca o site de notícias angolano Novo Jornal.

No seu discurso, o líder do MPLA referiu que a ação do partido “deve centrar-se na obtenção de uma vitória eleitoral expressiva, que garanta ao MPLA o seu projeto de sociedade, de unidade nacional e de desenvolvimento económico, político e cultural”. Por fim, reforçou que a “organização” é a “peça-chave para o êxito do partido”, principalmente numa altura em que se aproximam as Eleições Gerais.

No Comité Central, foram “apreciadas propostas de alteração aos regulamentos de organização e funcionamento das estruturas do MPLA, que “visam melhorar a vida interna do partido”. José Eduardo dos Santos passou ainda por temas como a organização das eleições previstas para agosto, a necessidade do controlo da inflação, a diversificação e aumento das exportações, a adoção de medidas cambiais e clássicas, e a proteção das reservas nacionais e do investimento privado.

José Eduardo dos Santos é Presidente da República de Angola desde 1979, e pela primeira vez desde então não se vai recandidatar ao cargo. Pelo MPLA, é candidato à Presidência o atual ministro da Defesa João Lourenço, e à vice-presidência, o atual ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo