Angola

Presidenciais Angola: MPLA apresenta propostas do partido para a Presidência

joao lourenco 3
Arquivo

O candidato do partido no poder, MPLA, e atual ministro da Defesa, João Lourenço, apresentou esta quarta-feira (10 de maio) em Luanda, as propostas do partido para mandato 2017-2022, caso vençam as eleições gerais agendadas para agosto. As propostas foram apresentadas sob o mote, frisou o candidato João Lourenço, de “melhorar o que está bem e a corrigir o que está mal”, com “os homens certos nos lugares certos”.

Até 2022, o MPLA compromete-se a “promover a competência, a honestidade e a entrega ao trabalho e desencorajar o amiguismo e compadrio no trabalho”. Segundo o candidato, caso seja eleito, o MPLA assume “o compromisso na luta contra a corrupção, contra a má gestão do erário público e o tráfico de influências”, lê-se na página oficial on-line do candidato.

No discurso, destacou o “combate à fome e à pobreza e à corrupção”, tendo em vista o aumento da qualidade de vida dos cidadãos angolanos, “o investimento dos setores da agricultura, pescas e indústria”, “o objetivo de alcançar a autossuficiência alimentar em Angola”, e um Governo “para o povo e com o povo”, avança a Agência de Notícias Angola Press (Angop).

O candidato referiu-se à “educação como a chave do desenvolvimento económico”, e destacou que será dada “especial atenção ao reforço do sistema municipal de saúde”. Foi também defendida a realização de “eleições autárquicas para um desenvolvimento equilibrado do território”, dá conta o mesmo órgão de comunicação. O MPLA frisou que tem como objetivo criar 500 mil novos postos de trabalho e “reduzir em um quinto, no mínimo, a taxa atual de desemprego de 24%”, destaca o jornal O País.

Por fim, João Lourenço considerou “tratar-se de um programa de governo coerente e consistente, aplicável com instituições fortes e credíveis”, refere a Angop.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo