Brasil

Polícia Federal brasileira detém ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima

BRASÍLIA, DF, 22.08.2016: MICHEL-TEMER - O ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima durante entrevista após almoço do presidente interino Michel Temer com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e deputados federais, na residência oficial da presidência da Câmara, em Brasília (DF). (Foto: Alan Marques/Folhapress)

O ex-ministro da Secretaria do Governo, Geddel Vieira Lima, foi preso pela Polícia Federal na madrugada desta terça-feira, em Salvador, avança o Jornal do Brasil. Em causa, suspeitas de atrapalhar investigações da Operação Cui Bono, que apura fraudes na libertação de crédito da Caixa Económica – o ex-ministro foi vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa entre 2011 e 2013, no Governo Dilma Rousseff, avança o mesmo órgao de comunicação.

A prisão do ex-ministro tem como fundamento elementos reunidos a partir de informações fornecidas pelo ex-banqueiro Lúcio Bolonha Funaro, o empresário Joesley Batista e o diretor jurídico do grupo J&F, Francisco de Assis e Silva, informa o comunicado da Polícia Federal.

O mesmo documento esclarece ainda que O objetivo de Geddel seria evitar que o ex-presidente da câmara baixa parlamentar, Eduardo Cunha, e o próprio Lúcio Funaro firmassem acordos de colaboração com o Ministério Público Federal“, e é ainda acusado de atuar no sentido de assegurar que ambos [Eduardo Cunha e Lúcio Funaro] recebam vantagens indevidas para não confessarem a participação em crimes nem fornecerem informações sobre esquemas de corrupção dos quais ambos têm conhecimento.

Geddel Vieira Lima é o quinto investigado a ser preso por suspeitas de fraudes em recursos administrados pela Caixa Económica Federal.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo