Cabinda | Segurança

FLEC apela à Cruz Vermelha para mediar libertação de quatro polícias angolanos capturados pela guerrilha

FLECFACvEm201611

Quatro polícias angolanos terão sido capturados pela guerrilha cabindesa, afirma o Tenente-general Alfonso Nzau, Chefe da Brigada de Maoimbe Sul, através de um “Comunicado de Guerra” da Frente de Libertação do Estado de Cabinda (FLEC), difundido esta terça-feira, 16 de Maio.

No documento Alfonso Nzau refere que “uma patrulha mista de soldados e polícias angolanos sofreu, na noite de domingo para segunda-feira, 15 de Maio 2017, uma emboscada montada pelas Forças Armadas de Cabinda (FAC), na povoação de Nhuca, região de Buco Zau”.

Na operação dois soldados das Forças Armadas Angolanas (FAA) foram mortos e “quatro polícias do governo angolano foram capturados” pelas Forças Armadas de Cabinda (FAC), avança a comunicado, que acrescenta: “Os 4 angolanos são nossos prisioneiros de guerra e, como tal, serão tratados”.

No final do comunicado, Alfonso Nzau lança um apelo ao Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV) “para mediar a libertação dos angolanos feitos prisioneiros pelas FAC”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo