Cabinda

FLEC reivindica a morte de 18 soldados angolanos em Cabinda

FLECFACvEm854

A 3 e 6 de Fevereiro, “um assalto contra vários povoados detidos pelas FAA” foi lançado pelas Forças Armadas de Cabinda (FAC). Segundo um comunicado difundido esta segunda-feira pela Frente de Libertação do Estado de Cabinda (FLEC/FAC) a operação decorreu “na localidade de Ntungo” onde a resistência reivindica “6 mortos das FAA”, e em Tchivovo “as FAA registaram 3 mortos e 4 feridos. Na área do Dinge e Massabi, na povoação de Tchibueta, houve 5 elementos das FAA mortos e 1 das FAC”, precisa o documento assinado pelo Tenente-general Alfonso Nzau, Chefe da Brigada do Maiombe Sul.

O mesmo militar refere ainda que a 10 de fevereiro “as FAC lançaram também um ataque contra as posições das FAA na região do Necuto (…) Na localidade de Mbuco Nkangu, na Montanha de Mbata Nkazu” em que “as FAA sofreram 4 mortos e 6 feridos” e a guerrilha terá recuperado “armas pesadas”.

No mesmo documento o Tenente-general Alfonso Nzau avança que as FAC “exigem que as empresas exploradoras de Ouro a operar na região de Buco-Zau, na área de Mongo Mbucuco, Suspendam Imediatamente as suas atividades ilegais. A sua presença no nosso território é contrária à proibição de toda a exploração na floresta do Maiombe”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo