Cabo Verde

Associação de Mulheres Empresárias de Santiago quer apoiar Governo na formalização da economia

unnamed (1) (1)
Ministro das Finanças Olavo Correia e Associação das Mulheres Empresárias de Santiago (AMES)

O Ministério das Finanças de Cabo Verde, Olavo Correia, está a recolher subsídios para a elaboração do Orçamento de Estado de 2018. Para isso, esteve reunido com a Associação das Mulheres Empresárias de Santiago (AMES), no âmbito das audições de suporte ao OE para 2018.

A AMES pretende apoiar o Governo no grande desafio da formalização da economia nacional, e para isso fez várias propostas. A AMES propôs-se a “alargar a base tributária, trazendo para o sistema os informais (constituído maioritariamente por mulheres)” e a “criar um balcão de Apoio ao REMPE (Regime Especial das Micro e Pequenas Empresas) a funcionar na instituição, com o cofinanciamento do OE”.

A AMES avançou que pretende que “a taxa do IVA seja reduzida em alguns setores, como o da restauração e, agravada em outros setores ou produtos, nomeadamente álcool, garrafas não retornáveis e refrigerantes”. Em matéria fiscal, a Associação de Mulheres Empresárias quer promover a “isenção de taxas de pernoita para os nacionais e redução da Taxa do IR-PC”, “a viabilização do financiamento às empresas não apenas através dos fundos de garantias na partilha do risco, mas também através de uma quota dos fundos do Orçamento do Estado”, a “a redução de taxas de juros entre 4 a 5 %”, e ainda, “o apoio aos empresários e empreendedores no processo de literacia para gerir as empresas”, avança o comunicado oficial do Governo enviado à imprensa.

Olavo Correia agradeceu as propostas e mostrou abertura para as analisar as propostas em sede fiscal. O ministro fez ainda o apelo ao grupo de mulheres empresárias para “se organizarem e estruturarem iniciativas como a criação de um gabinete especializado para elaboração de projetos e o seu devido seguimento na procura de financiamento, outro grande problema da economia nacional.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo