Cabo Verde

ONU pede a Cabo Verde atenção especial ao combate à pobreza e assimetrias regionais

onu cv
Olavo Correia e Ulrika Richardson

O ministro das Finanças de Cabo Verde, Olavo Correia, esteve reunido esta quinta-feira com a Coordenadora Residente da ONU em Cabo Verde, Ulrika Richardson, no âmbito das audições de preparação ao Orçamento de Estado 2018. A representante da ONU alertou o Governo para que tenha “especial atenção à pobreza (absoluta e relativa) e às grandes assimetrias regionais”, avança um comunicado oficial do Governo.

Ulrika Richardson sublinhou ainda que o Governo deve ter “especial atenção à saúde e à educação, tanto nos ensinos médios como o superior”, para que “os jovens, possam ser, a médio prazo, quadros bem formados e que contribuam para o desenvolvimento do país”. Relativamente aos setores económicos como a agricultura e pesca, a representante aconselhou o Governo a desenvolver a industrialização. Mostrou-se igualmente preocupada com a sustentabilidade das iniciativas do setor do turismo.

Por fim, apelou à modernização da Administração Pública, e aconselhou o Governo a estar atento aos problemas da migração, principalmente nas ilhas do Sal e da Boa Vista.

Em resposta, o ministro das Finanças, Olavo Correia, partilhou as preocupações da ONU nos vários domínios e realçou o Executivo está empenhado em trabalhar na melhoria considerável da qualidade de vida dos cabo-verdianos e em todos os cantos do país.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo