Guiné-Bissau

Governo suspende atividades da RTP, RDP e agência Lusa na Guiné-Bissau

radio

O ministro da Comunicação Social de Guiné-Bissau, Vítor Pereira, anunciou esta sexta-feira a suspensão da atividade dos órgãos de comunicação RTP, RDP e da agência Lusa no país, avança a Rádio Televisão Portuguesa. As atividades serão suspensas este sábado, à meia-noite (hora local).

Em causa, Vítor Pereira, afirma estar a “caducidade do acordo de cooperação com Lisboa”, e sublinha que “tentou sem sucesso” negociar um novo acordo com Portugal. Para o ministro, “é necessário revisitar e renegociar” as condições do acordo de cooperação entre a Guiné-Bissau e Portugal neste setor.

Em declarações à imprensa, o ministro explicou: “Perante o insistente silêncio que para nós se traduz em manifesta falta de vontade política da parte portuguesa, no dia um de junho de 2017, foi enviada com caráter de urgência, uma nova carta ao ministro da comunicação social de Portugal, onde não só se elencam os motivos da proposta de suspensão das atividades da RTP na Guiné-Bissau, como também se propõe a data limite de 30 de junho para esse efeito”.

A suspensão das atividades “não tem qualquer relação com os conteúdos que os três órgãos difundem”, sublinha Vítor Pereira, que fez questão de frisar que “Infelizmente todos os nossos esforços tiveram como resposta um preocupante e injustificável silêncio da parte portuguesa”.

Em resposta à decisão anunciada por Vítor Pereira, a Rádio e Televisão Pública de Portugal refere em comunicado que “lamenta profundamente a decisão de impedir os guineenses de acederem às emissões da RTP África e da RDP África. Estas emissões constituem há muito uma janela da Guiné-Bissau para o mundo; são também o lugar de encontro dos povos lusófonos onde, todos os dias, sabemos uns dos outros”. E acrescenta, por fim: “A RTP formula votos de que esta decisão possa ser ultrapassada o mais brevemente possível”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo