Guiné-Bissau | Segurança

Movimento de Cidadãos vai manifestar durante visita do Presidente senegalês à Guiné-Bissau

marchaGuineBissau
Arquivo

O presidente do Movimento de Cidadãos Conscientes e Inconformados (MCCI), Sana Cante, garantiu que vai manter a data das manifestações agendadas pelo movimento, apesar de coincidirem com a data prevista da visita do Presidente do Senegal, Macky Sall, à Guiné-Bissau.

O chefe de Estado senegalês visita a Guiné-Bissau de 21 a 23 de Abril, quando as manifestações do MCCI estão agendadas para decorrerem de 20 a 23 do mesmo mês.

Este foi o assunto do encontro entre o primeiro-ministro Umaro Sissoko com o movimento, em que o chefe do Governo pediu ao grupo para abdicar da data, o que não foi aceite. “Ele pediu e apelou para adiarmos estas manifestações, mas nós vamos continuar as nossas manifestações nas datas marcadas e aproveitamos para informar que esta visita do chefe do Estado do Senegal não é bem-vinda”, disse Sana Canta à saída da reunião.

O ativista informou ainda que o chefe do Governo prometeu garantir a segurança e integridade física dos ativistas do movimento, caso contrário, disse Cante, chefe do Governo ameaçou colocar o seu cargo à disposição.

Sana Canta anunciou também que durante o encontro o primeiro-ministro, Umaro Sissoko Embalo comprometeu-se a promover encontro entre o movimento e o Presidente da República, José Mário Vaz.

No último fim de semana, membros e dirigentes do Movimento de Cidadãos Conscientes e Inconformados foram espancados e cinco pessoas foram detidas durante algumas horas pelas forças da ordem, na sequência de uma vigília que a organização pretendia levar a cabo em Bissau.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo