Guiné-Bissau

Partido da Renovação Social denuncia a politização da administração pública e aumento da corrupção

SONY DSC
Arquivo

Os participantes da II Conferência do Partido da Renovação Social (PRS) denunciaram, este domingo, 19, a politização da administração pública guineense e o preocupante aumento do índice de corrupção na Guiné-Bissau.

Neste sentido, recomendam a adoção de um acordo interpartidário sobre a estabilização das direções da administração pública e de função de perfil dos cargos públicos.

Os participantes defenderam ainda a observância criteriosa de ingresso, por meio de concursos públicos, e progressão na carreira no aparelho de estado, assim como o preenchimento de direções gerais e demais cargos técnicos também mediante concurso público.

“Não obstante o país dispor de elevado potencial para se devolver, continua na lista de países menos desenvolvidos” referiu um dos participantes na conferência.

Durante dois dias, cerca de trezentos delegados debateram, entre outros temas, o papel dos partidos políticos na construção de um Estado de Direito e Democrático, Acordo de Conacri e os efeitos da politização da Administração Pública.

O encontro decorreu sob o lema: “PRS e os Desafios da Governação, um Olhar para o Futuro”

Tiago Seide

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo