Guiné-Bissau

Quadros da administração pública guineense vão ter formação de Governação Eletrónica

tecnologia 5-min

O Projeto de Apoio à Melhoria da Qualidade e da Proximidade dos Serviços Públicos nos PALOP e Timor-Leste (PASP/PALOP-TL), vai dar formação a 30 técnicos da Administração Pública da Guiné-Bissau nas áreas de Governação Eletrónica (eGov) e Tecnologias de Informação (TIC), até 7 de julho. O objetivo é capacitar os serviços públicos guineenses para melhorar a qualidade dos serviços prestados, aproximando o Estado dos cidadãos através da Governação Eletrónica.

A formação integra cursos de pequena duração e workshops em Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) e Governação Eletrónica (eGOV), em parceria com a Universidade portuguesa do Minho e a Unidade Operacional da Universidade das Nações Unidas (UNU-EGOV).

Os 30 formandos fazem parte dos quadros da Administração Pública, são técnicos do Centro de Valorização Tecnológica e Governação Eletrónica (CEVATEGE) e de outras entidades públicas ligadas ao desenvolvimento das TIC e da Governação Eletrónica no país.

Na Guiné-Bissau, além das formações, o projeto conta com a iniciativa nacional “Modernização do Registo Civil” que visa a digitalização da documentação histórica do Registo Civil, a recuperação do Livro de Assentos e a discussão pública sobre os Serviços Públicos. Iniciativa executada pelo CEVATEGE (Centro de Valorização Tecnológica e Governação Eletrónica) em parceria com a Direção Geral do Registo Civil do Ministério da Justiça.

A 7 de julho será realizada, no Hotel Coimbra em Bissau, a cerimónia de encerramento que contará com a presença de representantes da União Europeia e do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., financiadores do projeto, e da Administração Pública da Guiné-Bissau.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo