Europa | Guiné Equatorial

Guiné Equatorial acusa petrolífera francesa Total de “fraude” e exige 73 milhões de euros

The logo of the French oil giant Total SA is seen at the entrance of the company headquarters in the La Defense business district, west of Paris, Tuesday Feb 5, 2013. (AP Photo/Jacques Brinon)

A Guiné Equatorial exige que a petrolífera francesa Total pague “48 mil milhões de francos CFA (73 milhões de euros) por fraude” na venda de carburante entre 2010 e 2012, confirmou à AFP o ministro das Finanças Miguel Egonga Obiang.

“No final das nossas investigações, descobrimos que há esta situação suspeita e fraudulenta”, disse o ministro.

Analistas franceses consideram que a exigência de Malabo é uma resposta à ação da justiça francesa contra o vice-presidente e filho do presidente Teodoro Obiang, Teodorin, que exigiu uma condenação de três anos de prisão, 30 milhões de euros de multa e a penhora de vários bens, entre os quais um prédio em Paris avaliado em mais de 100 milhões de euros.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo