Guiné Equatorial | Lusofonia

Portugal e Guiné Equatorial renovam protoloco de formação da língua portuguesa

O presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang passa junto de um painel com bandeiras dos países da CPLP, no final da cerimónia de abertura da  X Conferência de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), onde foi chamado para a tribuna junto dos restantes estados-membros, em Díli, Timor Leste, 23 de julho de 2014.  PAULO NOVAIS/LUSA

Em declarações à Lusa, o embaixador da Guiné Equatorial em Portugal, Tito Mba Ada, confirmou que será renovado o protocolo assinado em 2014 entre o Governo da Guiné-Equatorial e o Instituto Camões, para formação de profissionais em língua portuguesa. O acordo vai ficar em vigor por mais três anos.

Este acordo abrange médicos, jornalistas e professores e o objetivo é a reforçar a integração na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) através do ensino e difusão da língua portuguesa naquele país africano. Segundo o embaixador, vai decorrer no país durante este mês uma campanha informativa e será reforçado o ensino do português com cursos de especialização para diplomatas e jornalistas equato-guineenses.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo