Guiné Equatorial

Regime de Malabo manda prender opositor mais temido de Obiang

DSCF0180

O líder do partido da Oposição Cidadãos para a Inovação, Gabriel Nse Obiang Obono foi condenado a uma pena de seis meses de prisão pelo Tribunal provincial de Malabo, por delito de injúrias graves ao Partido Democrático da Guiné-Equatorial (PDGE), do presidente Teodoro Obiang.

O opositor foi condenado a indemnizar 50 milhões de francos CFA ao PDGE por danos e prejuízos e 200 mil CFA’s de multa ao Estado. Obono foi também condenado a uma pena de suspensão do exercício da actividade política.

Apesar disso, o opositor não está de momento na prisão uma vez que interpôs recurso ao Supremo Tribunal de Justiça. Gabriel Nse Obongo denunciou a invenção de uma lei pelos magistrados, uma vez que nenhum artigo do código penal e da lei dos partidos políticos prevê pena de suspensão do exercício da actividade político a um cidadão individual, mas sim a um partido.

Por esse motivo, Gabriel Nse acredita que todas as manobras têm apenas como objectivo impedi-lo de concorrer às próximas eleições senatoriais, legislativas e municipais cuja data ainda não foi dada a conhecer.

Gabriel Nse Obiang Obono é um ex-tenente coronel das forças armadas da Guiné-Equatorial, formado na escola militar de Saragoça.

Esteve exilado em Espanha durante 13 anos e regressou à Guiné-Equatorial procurando um diálogo nacional em 2014, e o seu partido foi legalizado em 2015.

Gabriel Nse Obiang não se apresentou na eleição presidencial de abril de 2016 por não ter vivido cinco anos consecutivos no país.

Gabriel Nse tem 55 anos de idade e é agora o opositor mais temido do regime de Malabo.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo