Guiné Equatorial

VI Congresso do Partido Democrático da Guiné-Equatorial marcado por críticas a França

teodoroobiang

O VI congresso do Partido Democrático da Guiné-Equatorial, partido do poder na Guiné-Equatorial entrou ontem na sua fase de trabalho real, depois da abertura a 4 de julho no palácio de NGolo Bata, a capital económica do país.

Sob o lema “Renovação na Continuidade”, as discussões têm-se centrado em como retirar o país da crise económica que o país atravessa.

“O congresso tem por objectivo avaliar a trajectória, é um motivo para a reflexão e um momento para vislumbrar o futuro”, explicou o presidente Teodoro Obiang Nguema na sessão de abertura do evento.

Na abertura, os diferentes oradores condenaram e denunciaram o julgamento que o vice presidente da Guiné-Equatorial Teodorin Nguema Obiang que se está a realizar em França. “Condenamos o julgamento que estão a fazer em Frnaça contra o nosso filho, o vice presidente Teodoro Nguema Obiang”, declarou Bonifacio Manga, presidente da câmara de Bata. “A justiça francesa está instrumentalizada”, declarou Francisco Mba Olo Bahamonde, representante da oposição democrática.

Marcam presença no Congresso representantes dos partidos no poder de países como Camarões e Gabão.

O VI  Congresso do PDGE coincide com o 31 aniversário da sua fundação.

O congresso reúne 13000 congressistas e termina hoje, 6 de julho.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo