Macau

Exportações de Macau para a China ultrapassam os 11 milhões

Yushu-china

As exportações de mercadorias com isenção de direitos aduaneiros de Macau para o interior da China atingiram 101,4 milhões de patacas (11,7 milhões de euros) em 2015, traduzindo uma subida ligeira de 7,7% face a 2014.

Em 2014, as exportações isentas de taxas feitas ao abrigo do CEPA – Acordo de Estreitamento das Relações Económicas e Comerciais entre o Interior da China e Macau – foram de 94,1 milhões de patacas (10,8 milhões de euros) -, ao contrário dos 110,8 milhões de patacas (12,8 milhões de euros) em 2013.

Segundo dados divulgados no portal do CEPA, sob alçada da Direção dos Serviços de Economia, de janeiro de 2004 até dezembro de 2015, o valor acumulado das exportações de mercadorias com isenção de direitos aduaneiros atingiu 667,1 milhões de patacas (77,2 milhões de euros).

No plano do comércio de serviços, no mesmo período, foram emitidos 592 certificados de prestador de serviços de Macau, a maioria relativos a serviços de transporte (agenciamento de carga/logística/conservação/armazenamento), com 298, seguidos dos serviços médicos e dentários (147).

O CEPA tem como objetivo “promover a prosperidade e o desenvolvimento comum do Interior da China e da Região Administrativa Especial e reforçar a cooperação mútua económica e comercial”, estabelecendo “um relacionamento semelhante a parceiros de comércio livre, num país com duas regiões aduaneiras autónomas”.

Desde a entrada em vigor do acordo, em janeiro de 2004, têm vindo a ser assinados vários suplementos, com vista ao alargamento das áreas, produtos e serviços.

 

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo