Moçambique

Companhias registadas em Moçambique podem voltar a voar no espaço europeu

LAM

As Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), bem como todas as companhias em Moçambique, estavam banidas do espaço europeu desde 2011, mas podem agora voltar a voar, anunciou o Comité de Segurança Aérea da União Europeia. Esta decisão foi tomada depois de em fevereiro ter sido realizada uma auditoria ao Instituto de Aviação Civil de Moçambique.

Esta mudança surge com o melhoramento “dos sistemas de supervisão da segurança, de gestão da segurança e a aplicação das normas internacionais de segurança da aviação”, sublinha o jornal “o País”.

Estas companhias saem assim da “lista negra” da União Europeia, onde ainda figuram 181 companhias aéreas de 16 países.

Em declarações à RFI, a vice-ministra dos Transportes e Comunicações Manuela Rebelo, reforçou que “com trabalho abnegado e esforço, conseguimos obter exclusão total das companhias aéreas e do regulador da lista negra da União Europeia”, contudo explicou que a decisão da União Europeia “não significa que vamos já começar a priorizar voos para a União Europeia ou para a Europa”.

A LAM tem agora que obter a licença de Operador de País Terceiro (TCO), através da Agência Europeia de Segurança Aérea (EASA).

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo