Moçambique

Empresa Eletricidade de Moçambique descobre 300 trabalhadores em situação ilegal

mocambique

O Presidente do Conselho de Administração da empresa pública Eletricidade de Moçambique (EDM), Mateus Magala, revelou ao jornal O País , que foram descobertos 300 trabalhadores em situação de ilegalidade, relativamente a salários e outros benefícios, que o jornal classifica como “trabalhadores fantasma”.

Para além destes trabalhadores, verificou-se também um “excesso de chefias”, com cerca de um para cada quatro trabalhadores. Tendo em conta estes dados, a administração reduziu as posições de chefia de 700 para 250 cargos, avança o jornal. Mateus Magala explicou que “a partir de agora, vamos passar a ter apenas um diretor para os dois pelouros e as operações passam a ser centralizadas e feitas com recurso às tecnologias de informação e comunicação”.

O Diretor da EDM reforçou ainda que foi lançado um concurso público para recrutar quadros para as posições de chefia, fazendo com que seja um “processo seja transparente e inclusivo”, que tem como objetivo construir um novo organigrama da empresa e “melhorar o desempenho operacional e financeiro da empresa”, refere o mesmo órgão de comunicação.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo