Moçambique

ONU mobiliza apoio às vítimas do ciclone Dineo

ciclone dineo

O ciclone começou como uma depressão tropical, formou-se no canal de Moçambique e, à medida que se aproximava da costa a velocidade aumentou, chegando a atingir os 150 quilómetros por hora.

Num rasto de destruição, a passagem do ciclone “Dineo” matou sete pessoas e deixou mais de 700 mil em situação de vulnerabilidade.

Num anúncio feito esta quarta-feira, a coordenadora-residente da ONU em Maputo, Márcia Castro garantiu que as Nações Unidas vão mobilizar apoio internacional para a assistência às vítimas do ciclone que atingiu a região de Inhambane, no sul de Moçambique.

As equipas vão ser enviadas para a zonas afetadas pelo ciclone para avaliar as necessidades das populações e monitorizar a disponibilização de ajuda.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo