Lusofonia | Notícia

Revista de Imprensa Lusófona de 19 de abril de 2017

RevistaImprensaLusofona

A mais recente avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI) revela que “Moçambique recupera confiança dos investidores”, refere o jornal de Moçambique “Notícias”. “Em tempo de crise, Governo aprova maior subida de salário desde 2011”, que deverá entrar em vigor a partir de 1 de abril, destaca em manchete o diário “O País”.

O matutino do Brasil “Correio Braziliense” sublinha que “Governo negoceia ajustes para acelerar reformas” e dá destaque aos confrontos que se geraram na Câmara, a propósito das reformas implementadas pelo Governo. Os “Destak” do Rio de Janeiro e São Paulo dão conta que “Odebrecht pagou propina de até $1,9 milhão por semana”.

O “Jornal de Angola” destaca em manchete “Obras na via em bom ritmo” e faz referência à construção do viaduto que vai ligar o centro de Kilamba ao distrito de Camama. O “Conselho da República reúne-se a 24 de abril”, naquele que será o último encontro antes das próximas Eleições Gerais agendadas para agosto, sublinha o vespertino “O País”.

O semanário “Expresso das Ilhas” sai hoje nas bancas em Cabo Verde e dá destaque às declarações dos vários partidos sobre as contas trimestrais: “PAICV alerta para perigo de derrapagem. MpD fala de diminuição do défice”. Já a Agência cabo-verdiana de notícias “Inforpress” começa por destacar as declarações do líder do Partido Popular, Amândio Barbosa Vicente, que considera “o primeiro ano de governação de Ulisses Correia e Silva “uma frustração total”.

O novo embaixador de Espanha na Guiné Equatorial [Guillermo Antonio López Mac-Lellan], apresentou-se esta terça-feira ao Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação Agapito Mba Mokuy, dá conta a página institucional de notícias sobre a Guiné Equatorial. Guillermo vai substituir Arturo Spiegelberg de Ortueta. A página evidencia ainda que “As comissões de seguimento do PDGE [Partido Democrático da Guiné Equatorial] celebram encontros com militantes”.

“Governo aperta vigilância a negócios de políticos e familiares” indica o jornal “Público”. Em Portugal, a “Reavaliação das casas tira 40 milhões à receita de IMI” evidencia o “Diário de Notícias”.

Na Guiné-Bissau, a “Região de Bolama tem um médico para onze mil pessoas” sublinha esta manhã página oficial da “Rádio Jovem Bissau”. Refere também que “Guiné-Bissau participa no 4º Congresso de Medicina Tropical e no 1º Encontro Lusófono de SIDA, Tuberculose e Doenças Oportunistas”, que decorre de 19 a 21 de abril, em Lisboa.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo