São Tomé e Príncipe

OMS apoia São Tomé e Príncipe na epidemia de celulite necrotizante

sao tome

A Organização Mundial de Saúde (OMS) doou cerca de 70 mil euros em medicamentos e materiais necessários ao Centro Hospitalar de São Tomé, para apoiar no combate à epidemia de celulite necrotizante.

A doença inicialmente “desconhecida” atinge agora quase duas mil pessoas. Recentemente, começou a ser utilizado mel de abelha para a desinfeção e tratamento dos efeitos da doença.

Atualmente, encontram-se em São Tome e Príncipe, oito consultores enviados pela Organização Mundial da Saúde, para monitorizar a evolução da doença e tentar encontrar um medicamento eficaz para o tratamento.

Os primeiros casos de celulite necrotizante surgiram em agosto do ano passado.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo