África Subsaariana

Comissão Eleitoral do Quénia rejeita acusações da Oposição

confrontos-quenia

A Comissão Eleitoral do Quénia rejeitou as acusações feitas pelo candidato da Oposição, Raila Odinga, de que o sistema informático tinha sido hackeado de forma a criar uma vantagem “fictícia” para o presidente e candidato presidencial Uhuru Kenyatta.

Protestos violentos aconteceram ontem nas zonas controladas pela oposição em Nairobi e em Kisumu. No entanto, a Comissão Eleitoral referiu que todo o processo de votação tinha sido livre e justo.

Nos protestos, pelo menos três pessoas foram abatidos pela Polícia, e um quarto morto aconteceu nos confrontos entre a população.

Os resultados parciais divulgados ontem, correspondentes a 97% do total, pela Comissão Eleitoral indicam a liderança de Kenyatta com 54.3% dos votos contados, e 44.8% para Odinga.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo