África Subsaariana | Economia

Economia da África do Sul em recessão

africadosul

O governo sul-africano nesta terça-feira uma de 0,7 por cento no PIB no primeiro trimestre deste ano seguiu uma contração de 0,3 por cento no último trimestre de 2016, confirmando a recessão com dois ou mais trimestres de crescimento negativo.

A economia do país enfrentava uma índice de desemprego de 27,7 por cento, bem como as consequências financeiras dos escândalos em torno do presidente Jacob Zuma.

Este ano, a Fitch e Standard & Poor’s reduziu o rating da África do Sul para abaixo do grau de investimento  depois de Zuma ter demitido o ministro das Finanças, Pravin Gordhan, visto por muitos sul-africanos como um baluarte contra a suposta corrupção nos principais círculos de governo. Os pedidos de renúncia de Zuma aumentaram no partido do Congresso Nacional Africano (CNA), alimentando a incerteza sobre a liderança do país.

A agravar a situação, está também a referência na imprensa sul-africana sobre a alegada influência da família Gupta, empresários imigrantes indianos com laços estreitos com Zuma, que foram acusados de tentar manipular o governo para obter ganhos financeiros.

“É uma combinação tóxica de incerteza política e grande corrupção que nos levou até este ponto”, disse Mmusi Maimane, líder do partido opositor da Aliança Democrática, depois de ter sido anunciada a recessão.

O comércio caiu 5,9% e o setor industrial diminuiu 3,7% no primeiro trimestre de 2017, segundo a agência governamental de estatística da África do Sul. O setor que inclui serviços financeiros, de transporte, comércio, governo e serviços pessoais registou seu primeiro trimestre de declínio desde 2009, quando a África do Sul foi varrida na crise financeira global.

A agricultura registou um crescimento, num possível sinal de recuperação de uma seca severa, e a mineração cresceu em parte por causa de um aumento na produção de ouro e platina, de acordo com a agência.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo