África Subsaariana | Crise

Malária é a causa de metade das mortes na Nigéria

malaria

A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou um alerta sobre as consequências da malária, que é atualmente responsável por metade das mortes registadas em Borno, no nordeste da Nigéria, avança a Rádio ONU.

O diretor do Programa Global de Malária da OMS, Pedro Alonso sublinha que a malária é mais mortífera que o ébola e que, as consequencias destas doenças, tendem a cair no esquecimento. Pedro Alonso refere ainda que, durante os surtos de ébola ou de febre amarela, como foi o caso em Angola e na República Democrática do Congo, as mortes por malária registam sempre um número superior.

Para além das mortes, a malária é responsável por mais de 50% dos atendimentos médicos em hospitais e clínicas da região.

Atualmente, a OMS está a faze ruma distribuiçao de medicaçao em massa, que começou em julho e já chegou a mais de 880 mil crianças com idade entre três meses e cinco anos. A meta é alcançar 1.1 milhão de menores. As próximas etapas vão ocorrer mensalmente até novembro. A OMS calcula que, assim, cerca de 10 mil vidas serão salvas nos próximos meses.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo