África Subsaariana | Segurança

Nações Unidas condenam cânticos de incitação à violação no Burundi

Zeid Ra'ad al-Hussein

O alto-comissário para os direitos humanos da ONU condenou a ala juvenil do partido no poder do Burundi por repetidamente entoarem cânticos em que afirmam que as mulheres de grupos da oposição deveriam ser violadas e engravidadas, ou mortas.

Numa declaração, Zeid Ra’ad al-Hussein disse que “Um vídeo assustador que circula nas redes sociais mostra mais de 100 membros do Imbonerakure, a ala juvenil do partido CNDD-FDD, repetindo dezenas de vezes um apelo para “engravidar as adversárias para que possam dar à luz descendentes de Imbonerakure”. Ainda outro grupo, repete dezanove vezes, noutro cântico a frase “ele ou ela deve morrer”.

Após o lançamento do vídeo no início deste mês, o CNDD-FDD emitiu uma declaração condenando o canto.

No entanto, Hussein apontou que cânticos semelhantes foram ouvidos noutros comícios organizados por membros do governo e do partido no poder.

“Os grotescos cânticos de violação feitos pelos jovens do Imbonerakure, em várias províncias de várias partes do Burundi são profundamente alarmantes, especialmente porque confirmam o que ouvimos daqueles que fugiram do Burundi, sobre uma campanha de medo e terror por parte dessa milícia organizada”, acrescentou o alto comissário.

Segundo a ONU, mais de 400.000 pessoas fugiram do Burundi desde 2015.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo