África Subsaariana

RDC proíbe exportações de madeira em bruto

madeira

O Governo de Kinshasa decidiu proibir a exportação de troncos não transformados na República Democrática do Congo. Esta decisão tem suscitado controvérsia, particularmente junto da Federação dos Industriais da Madeira (FIB). A Federação invoca a perda de milhares de postos de trabalho e de contratos plurianuais passados com importadores estrangeiros.

O porto de Matadi, a capital da província do Congo Central, tem atualmente muitos troncos que não podem ser carregados nos navios por necessitarem da autorização do Ministério do Ambiente. O ministério, por sua vez, exige que a madeira seja serrada antes de conceder a licença para o seu carregamento.

A bacia do Congo é a segunda maior floresta tropical do mundo, a seguir à Amazónia, e a maior parte está situada dentro das fronteiras da República Democrática do Congo.

O Gabão, principal exportador, proibiu a exportação de madeira não transformada em 2010, criou perto de Libreville uma zona industrial especialmente destinada às indústrias transformadoras desta matéria-prima.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo