África Subsaariana | Segurança

Refugiados do Sudão do Sul na RDC libertaram 16 funcionários das Nações Unidas

tropasnacoesunidas

Um grupo de refugiados do Sudão do Sul, ex-rebeldes, fizeram reféns um grupo de 16 membros das Nações Unidas num campo no Congo na passada terça-feira antes de os libertarem ilesos.

O porta-voz das Nações Unidas referiu: “Todos os membros regressaram a casa a salvo. Não foram reportadas quaisquer danos. Já estamos a investigar o incidente”.

Os refugiados encontram-se neste momento num campo das Nações Unidas em Goma, na República Democrática do Congo (RDC), e querem permissão para se deslocarem para um terceiro país. Temem ser enviados de volta para o seu país de origem.

A maioria dos refugiados em questão foram combatentes com o antigo vice presidente Riek Machar.

Oito dos refugiados concordaram em regressar ao Sudão do Sul, contudo os restantes exigem saber a razão de não lhes ser permitido viajar para um terceiro país.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo