América do Norte | Crise

ONG denuncia que orfanatos do Haiti são centros de tráfico e abuso de crianças

orfanato haiti

Centenas de crianças que vivem em orfanatos no Haiti são vítimas de abuso sexual e algumas são mesmo traficadas para a obtenção de lucros, segundo a fundação da autora de “Harry Potter” J.K. Rowling, citada pela Reuters.

Muitos dos orfanatos do Haiti albergam crianças de pais desconhecidos e empobrecidos, usando-as para conseguirem doações. Este procedimento é considerado como uma forma de tráfico, conforme refere o relatório divulgado na quinta-feira pela fundação londrina Lumos.

Os doadores, maioritariamente dos Estados Unidos e várias organizações, contribuem com cerca de 70 milhões de dólares por ano para um terço dos 750 orfanatos do Haiti, menciona a organização.

Cerca de 30.000 crianças vivem em orfanatos no Haiti, e quatro em cada cinco têm um dos pais vivo, acrescentou a Lumos. A maioria desses orfanatos pertence a entidades privadas.

Retirar as crianças dos pais através de mentiras, coerção ou a troca de dinheiro são formas de tráfico humano, conclui o relatório da primeira conferência do Haiti sobre tráfico que decorreu esta semana em Port-au-Prince.

A Lumos entrevistou 44 crianças que já viveram em orfanatos bem como alguns voluntários, trabalhadores da área da saúde e funcionários do governo.

Várias crianças afirmaram terem sido vítimas de vários tipos de maus tratos, e a Lumos refere ter encontrado provas de abuso sexual em orfanatos nos últimos dois anos, apontado que os casos raramente são conhecidos, e mesmo quando reportados e investigados, raramente é aplicada a justiça.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo