América do Norte

Refugiados que deram abrigo a Edward Snowden pedem asilo ao Canadá

refugiados-snowden

Os refugiados que em 2013 tinham escondido em Hong Kong Edward Snowden, pediram formalmente asilo ao Canadá. Os seus advogados pedem ao governo do Primeiro Ministro Trudeau para acelerar o processo do pedido de asilo, alegando perigo de vida.

Edward Snowden, que revelou os programas de vigilância e espionagem da Agência de Segurança Nacional (NSA) norte-americana, passou duas semanas em casa de refugiados em Hong Kong, uma mulher filipina, Vanessa Rodel, e dois naturais do Sri Lanka,Supun Thilina e Ajith Pushpakumara.

Snowden foi levado para estas casas por advogados que procuravam um refúgio seguro para o ex-agente. Inicialmente as famílias não sabiam de quem se tratava.

“Decidimos escondê-lo entre várias famílias de refugiados, nossos clientes, o último lugar onde se esperava encontrá-lo”, revelou Robert Tibbo, advogado do antigo funcionário da NSA.

Recentemente a polícia do Sri-Lanka, terá deslocado a Hong-Kong para encontrar Thilina e Pushpakumara.

Sem recursos e sem grandes hipóteses de que Hong Kong proteja o antigo desertor do exército do Sri Lanka, vítima de tortura, o casal que fugiu da guerra civil e os seus dois filhos sem nacionalidade, assim como a mãe, vítima nas Filipinas, de rapto e violações, receiam serem reenviados para os seus países de origem.

Entretanto, Snowden, que vive atualmente na Rússia, deixou no twitter, esta quinta-feira, uma mensagem de apoio às três famílias de refugiados, manifestando a esperança de que o Canadá dê resposta positiva ao pedido.

Em fevereiro passado, Snowden lançou também na sua conta no Twitter um apelo a doações, tendo já acumulado 50 000 euros.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo