América do Norte | Ásia | Crise | Segurança

Sistema de defesa anti-mísseis dos EUA começa chegar à Coreia do Sul

thaad

Os primeiros componentes do sistema norte-americano anti-míssil balístico, Terminal High Altitude Area Defense (THAAD), já chegou à Coreia do Sul, poucas horas depois de a Coreia do Norte ter lançado quatro mísseis balísticos  no Mar do Japão.

A instalação do THAAD “contribui num sistema de defesa de mísseis em camadas e reforça a defesa da Aliança Estados Unidos-Coreia do Sul, contra as ameaças de mísseis da Coreia do Norte”, disse o Comando do Pacífico em comunicado.

“O acelerado programa de testes de armas nucleares da Coreia do Norte e os lançamentos de mísseis balísticos constituem uma ameaça à paz e à segurança internacional e violam várias resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas”, acrescentou.

A implantação do THAAD é controversa no país. Nos meios progressistas, muitos colocam em dúvida a eficácia do escudo e temem uma deterioração das relações com a vizinha China. A sua instalação na Coreia do Sul tem alimentado um clima de tensão diplomática com a China e a Rússia, que vêem neste dispositivo uma ameaça à sua própria segurança.

Os poderosos radares THAAD, cujo objetivo oficial é lutar contra as ameaças balísticas norte-coreanas, com efeito, possibilita monitorizar as atividades de mísseis chineses. Pequim e reagiu na semana passada, proibindo grupos de turistas chineses viajar para a Coreia do Sul.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo