América do Norte | Médio Oriente | Segurança

Washington confirma que força aérea americana abateu avião de guerra sírio

aviao

A coligação liderada pelos Estados Unidos para combater o Estado Islâmico (Daesh) no Médio Oriente abateu um avião militar sírio no domingo durante um sobrevoo da província de Raqqa.

Citado pela televisão estatal, o Exército da Síria disse que o avião militar estava a participar numa missão contra o Daesh quando foi abatido. O governo de Bashar al-Assad avisou de imediato que o incidente vai ter “repercussões perigosas” nos esforços de combate ao terrorismo na região.

Segundo Washington, o avião sírio tinha bombardeado as forças apoiadas pelos Estados Unidos que estão a lutar contra o grupo jihadista no norte da Síria. “Às 18:43 (locais e de Lisboa), um avião sírio de tipo SU-22 largou bombas perto de combatentes das FDS (Forças Democráticas Sírias) a sul de Tabqa e, nos termos das nossas regras de compromisso e de legítima defesa dentro da coligação (anti-EI), foi imediatamente abatido por um avião norte-americano F/A-18E Super Hornet”, afirmou o comando da coligação em comunicado.

A coligação garantiu não “pretender atacar o regime sírio, as forças russas ou as forças pró-regime que colaboram com eles”, mas acrescentou que “não hesitará em defender a coligação ou os seus parceiros perante qualquer ameaça”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo