América do Norte | Diplomacia | Segurança

“Washington Post” revela que Donald Trump terá revelado informações secretas à Rússia

donald-trump

De acordo com a edição de segunda-feira do jornal Washington Post, que cita atuais e antigos responsáveis norte-americanos, sob anonimato, Donald Trump revelou informações classificadas relativas à organização terrorista Estado Islâmico, ao ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, e ao embaixador da Rússia nos Estados Unidos, Sergei Kislyak, durante uma reunião que teve lugar na Casa Branca a 10 de maio.

Segundo o jornal, o presidente dos Estados Unidos disponibilizou a Lavrov informação relacionada com a possibilidade de os extremistas utilizarem computadores portáteis para realizarem algum tipo de ataque terrorista em voos comerciais.

A informação terá sido facultada por um país aliado dos Estados Unidos que não autorizou Washington a partilhar a informação com Moscovo e a decisão de Trump o fazer à revelia põe em risco a cooperação com um aliado que tem acesso à atividade interna do grupo Estado Islâmico, acrescenta o jornal citando fontes oficiais sob anonimato.

Entretanto a Casa Branca já desmentiu a notícia do jornal norte-americano, classificando como “falsa”. “O artigo é falso”, afirmou o conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, o general H.R. McMaster, que assegurou que Trump não revelou “fontes, métodos ou operações militares” a Lavrov, apesar de o jornal não falar disso no seu artigo. “Eu estava lá, não aconteceu”, reforçou McMaster, admitindo que Trump e Lavrov falaram sobre um “conjunto de ameaças comuns”, incluindo “ameaças à aviação comercial”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo