América Latina

Armas das FARC estão a ser entregues com “rapidez”, garante o presidente colombiano

farccolombia

Os rebeldes marxistas das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) entregaram espingardas e lança granadas na terça-feira, no que foi descrito mais um passo significativo para o cumprimento do prazo restante de uma semana para uma entrega total de armas.

As armas foram entregues a funcionários da ONU como parte de um acordo para encerrar meio século de guerra.

Cerca de 60 por cento das armas das FARC devem ser entregues até esta quarta-feira, e o restante, escondido em 26 locais em todo o país, deve ser entregue a 20 de junho. “A desmobilização está a ser feita de forma muito rápida”, disse o presidente Juan Manuel Santos.

O acordo de paz foi alcançado em agosto do ano passado, mas foi rejeitado em referendo pelos eleitores colombianos por uma margem estreita, por considerarem que o acordo beneficiava os rebeldes, tendo sido redigida uma nova versão.

O conflito colombiano eclodiu em 1964, quando as FARC e o Exercito de Libertação Nacional (ELN) – um grupo rebelde menor – se revoltaram pelos direitos de terra rural entrando numa espiral de violência que atraiu várias forças rebeldes, paramilitares e cartéis de drogas, bem como forças do estado.

O conflito causou pelo menos 260 mil mortos e deslocou mais de sete milhões, de acordo com as autoridades.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo