América Latina | Segurança

Bolívia: Evo Morales aprova lei que aumenta áreas de cultivo de Coca

evomorales
Evo Morales

Numa decisão eleitoralista, o presidente boliviano, Evo Morales, promulgou uma lei que aumenta a área de cultivo de Coca no país. Uma decisão que poderá provocar uma produção excessiva de Coca e consequentemente alimentar o narcotráfico.

Segundo os argumentos de Morales, esta lei pretende garantir a produção de Coca como meio de subsistência tradicional, assente num cultivo ancestral e místico da população andina. O presidente boliviano considera assim que “é o momento de enterrar a Lei 1008” (em vigor desde 1988), que limitava a produção de Coca.

A nova Lei estende para 22.000 hectares a área de produção de Coca contra os 12.000 existentes, e privilegia os vales dos Yungas, onde a produção de Coca remonta à era pré-colombiana, e a região de Chapare, no centro do país.

Para a oposição, esta Lei “é uma vergonha internacional” e provocará enormes danos “na imagem internacional” do país, dos seus cidadãos assim como vai estimular o narcotráfico e gerar um aumento da criminalidade na Bolívia.

A Bolívia é o terceiro maior produtor de Coca do mundo, logo após a Colômbia e o Peru, países que lutam para diminuir as áreas de cultivo.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo