América Latina | Crise

Empresa responsável pela contagem de votos denuncia manipulação eleitoral na Venezuela

NicolasMaduro

A empresa responsável pela contagem de votos nas eleições de domingo, na Venezuela, revelou esta quarta-feira que os números da afluência às urnas foram adulterados.

“Sabemos, sem qualquer dúvida, que a afluência às urnas na recente eleição para a Assembleia Constituinte foi manipulada”, disse o CEO da Smartmatic, Antonio Mugica, numa conferência de imprensa em Londres. “Estimamos que a diferença entre a participação efetiva e a que foi anunciada pelas autoridades é de pelo menos um milhão de votos”.

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, tinha anunciado uma afluência de oito milhões de eleitores, um número contestado imediatamente pela oposição.

A informação divulgada pela Smartmatic surge depois de a Reuters ter avançado que a uma hora e meia do encerramento das urnas tinham votado apenas 3,7 milhões de pessoas, muito longe dos oito milhões (cerca de 41,5% dos eleitores) anunciados pelas autoridades.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo