América Latina | Diplomacia

Tribunal da Guatemala suspende ordem de expulsão de enviado da ONU

ivan velasquez

O Tribunal Constitucional da Guatemala suspendeu a ordem do presidente Jimmy Morales para expulsar do país o chefe de uma comissão anticorrupção da Organização das Nações Unidas (ONU).

O presidente do tribunal, Francisco de Mata, declarou aos jornalistas que foi autorizada a proteção provisória de Ivan Velásquez e suspensa a decisão do presidente da Guatemala, na sequência de um recurso interposto contra a expulsão do magistrado colombiano.

Na sexta-feira, Velasquez e o procurador-chefe da Guatemala declararam que iriam pedir que fosse retirada a imunidade de Morales para que o presidente pudesse ser investigado por corrupção relacionada ao financiamento de campanhas eleitorais.

No domingo, através de um vídeo postado no Twitter, Morales anunciou a expulsão imediata de Ivan Velasquez.

O porta-voz do secretário-geral da ONU emitiu uma nota em que declara que António Guterres “está chocado” com a decisão do presidente guatemalteco e exige que o diplomata seja tratado com o respeito que merece por ajudar a “fortalecer as instituições do Poder Judiciário na Guatemala, ajudando a garantir a justiça em muitos casos”.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo