Ásia | Segurança

China propôs à Coreia do Norte suspensão do programa nuclear

Wang Yi

A China propôs à Coreia do Norte suspender os lançamentos de mísseis e o desenvolvimento do programa nuclear em troca da suspensão dos exercícios militares dos EUA e Coreia do Sul, anunciou esta quarta-feira o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi.

Usando uma metáfora, Wang Yi falou numa “colisão” na Coreia entre “dois comboios que aceleram um contra o outro sem que nenhum dos dois queira ceder a passagem”. “A nossa prioridade atual é acender a luz vermelha e travar ambas as partes”, afirmou Wang Yi durante uma conferência de imprensa em Pequim.

“Por um lado, a Coreia do Norte ignorou os protestos da comunidade internacional e insiste no desenvolvimento do programa nuclear e lançou mísseis balísticos, violando resoluções do Conselho de Segurança da ONU. Por outro lado, os EUA e a Coreia do Sul realizam exercícios militares de grande escala e aumentam a pressão em relação à Coreia do Norte”, disse Wang Yi. “A nossa prioridade atual é travar estas duas tendências”, acrescentou.

Segundo Wang, “esta suspensão em troca de outra suspensão pode nos ajudar a sair do dilema de segurança e levar as partes de volta à mesa de negociações”.

Na passada segunda-feira a Coreia do Norte disparou cinco mísseis balísticos em direção ao Japão com o objetivo de testar sua capacidade de atingir as bases americanas no território japonês, segundo Pyongyang.

Na sequência dos disparos, Washington anunciou na segunda-feira o início da instalação de elementos do sistema antimísseis THAAD (Terminal High-Altitude Area Defense) na Coreia do Sul.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo