Ásia

Equipa de salvamento obrigada a abandonar local de deslizamento de terra em Xinmo na China

deslizamento-china

Segundo a agência de notícias “Xinhua” a equipa de salvamento destacada para acudir a vítimas do deslizamento de terra que ocorreu na pequena vila montanhosa de Xinmo, na China, foi obrigada a abandonar o local depois do radar ter detetado um movimento na encosta que poderia levar a um segundo deslizamento.

Mais de 3.000 pessoas incluindo soldados, polícias e civis, estiveram no local em busca de sobreviventes que pudessem estar cobertos pelos destroços. Segundo as autoridades foram encontrados 10 corpos e 93 pessoas continuam desaparecidas.

Nas operações de resgate foram utilizados vários meios de salvamento, assim como cães e bulldozers para remover as rochas mais pesadas. A equipa usou também sistemas de iluminação para prosseguir as buscar mesmo durante a noite.

“Foi o maior deslizamento de terra desde o terramoto Wenchuan”, apontou um dos responsáveis, referindo-se à catástrofe que tirou a vida a 87.000 pessoas em 2008 na cidade de Sichuan.

O deslizamento de terra foi provocado pela chuva torrencial que se fez sentir no local, segundo avança o relatório das autoridades.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo