Ásia | Segurança

Myanmar liberta 67 crianças-soldados

crianca-soldado

O exército de Myanmar anunciou esta sexta-feira a libertação de 67 crianças-soldados. Esta é a primeira ação deste ano e faz parte de um processo lento para acabar com décadas de recrutamento forçado de combatentes menores.

Não há números concretos sobre o número de crianças que ainda estão entre os cerca de 500.000 soldados que integram o exército militar de Myanmar ou os exércitos rebeldes étnicos nas regiões fronteiriças do país.

O exército libertou quase 850 crianças e jovens desde que em 2012 assinou um acordo com as Nações Unidas.

O recrutamento de soldados menores de idade também diminuiu, numa altura em que o novo governo civil de Myanmar criou programas para ajudar os recrutas menores de idade a reintegrarem-se na sociedade.

Mesmo assim, os recrutadores do exército e seus intermediários ainda exploram espaços públicos, como parques e estações, nas grandes cidades de Yangon e Mandalay, à procura de crianças vulneráveis. Muitas são enviadas para áreas de conflito, como os estados do nordeste de Kachin e Shan, onde o exército combate contra vários grupos rebeldes que também usam crianças-soldados.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo