Ásia

Presidente da Coreia do Sul destituída por corrupção

park-geun-hye

O Tribunal Constitucional ratificou esta sexta-feira, por unanimidade, a destituição da Presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, implicada num escândalo de corrupção e tráfico de influências.

Várias figuras públicas foram detidas no âmbito do escândalo de corrupção que levou à destituição da Presidente sul-coreana, incluindo a confidente de Park Geun-hye, Choi Soon-sil, quadros de topo do governo e o herdeiro da Samsung Lee Jae-yong.

As investigações concluiram que Park e Choi concordara em pressionar a Samsung e outros grupos empresariais sul-coreanos para que fizessem doações a organizações relacionadas com a amiga da chefe de Estado, em troca de um tratamento favorável das autoridades.

Park evitou até à data uma investigação direta devido à imunidade que gozava enquanto Presidente e que perde com a destituição.

A imprensa da Coreia do Norte, tem seguido de perto o escândalo de corrupção que abalou o país vizinho, e já anunciou que Park vai agora ser investigada como uma “criminosa comum”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo