Crise | Diplomacia | Europa | Médio Oriente

Aumenta a tensão entre a Alemanha e a Turquia

German Economy Minister Sigmar Gabriel attends a press conference after the Franco-German Financial Council meeting in Berlin, Germany, September 23, 2016.    REUTERS/Axel Schmidt

O ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Sigmar Gabriel, anunciou esta quinta-feira uma série de medidas contra a Turquia como resposta à detenção do ativista de direitos humanos alemão no passado dia 05, aumentando as tensões entre os dois países aliados na NATO, que já estão em desacordo sobre múltiplas questões.

Gabriel comunicou, em conferência de imprensa, uma “reorientação” geral da política alemã para a Turquia, incluindo a revisão das ajudas para o investimento e a discussão sobre o futuro apoio de que Ankara beneficia da União Europeia.

“Devemos reorientar a nossa política em relação à Turquia. Devemos ser mais claros do que até agora, afirmando que as violações dos direitos humanos não podem ficar sem consequências”, ressaltou Gabriel.

“As pessoas que forem à Turquia por razões profissionais, ou pessoais, são encorajadas a uma prudência reforçada e, mesmo que para curtas estadias, a registarem-se nos consulados”, indica o texto publicado na página online do Ministério alemão.

O ministro disse também que a Alemanha vai “discutir com seus parceiros da União Europeia” sobre o futuro dos recursos recebidos pela Turquia no âmbito de seu processo de aproximação com a UE.

O governo de Erdogan já reagiu, considerando “inaceitáveis” as críticas alemãs, e acusou Berlim de ingerência na Justiça turca.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo