Europa | Segurança

Muçulmanos de Londres com medo de sair de casa devido a ataques com ácido

acido

Relatos de ataques com ácidos direcionados a muçulmanos estão a ser compartilhados online em toda a capital britânica nesta semana, com alertas para “pessoas de aparência asiática” estarem vigilantes.

Estas publicações surgem na sequência de um ataque com ácido, no leste de Londres, na semana passada, contra uma aspirante a modelo e ao seu primo. O incidente está a ser investigado como um crime de ódio.

Um imã local, citado pela imprensa britânica, declarou que apesar de alguns ataques com ácido serem classificados como assaltos e direcionados a não-muçulmanos, a comunidade muçulmana vive com medo.

“Mesmo a minha própria esposa dizia ontem que não queria sair da casa porque poderia enfrentar um ataque ácido”, referiu o imã.

Entretanto nas redes sociais, as advertências incluíram: “Tenha cuidado, especialmente se você é escuro. Esses ataques parecem visar sul-asiáticos ou “pessoas que pareçam muçulmanas”.

Também nas redes sociais utilizadores referem que em Londres há pessoas que dizem pertencer a empresas de entregas, que vão de porta em porta e atiram ácido a muçulmanos.

De acordo com o jornal britânico The Independent, um ataque a um homem de origem asiática com uma substância nociva estava a ser tratado como um assalto.

De acordo com o jornal, “Também houve relatos nas redes sociais de dois ataques em East Ham na sexta-feira – um envolvendo uma mulher parcialmente queimada na sua porta por alguém que fingiu pertencer a uma empresa de entregas, e outro a uma mulher atacada por indivíduos, que atiraram ácido a partir de uma moto que conduziam na área de Plashet Grove”.

Também um médico, à saída do Hospital Whipps Cross Hospital em Leytonstone, foi pulverizado com ácido, e o Serviço Nacional de Saúde lançou um aviso no WhatsApp depois de três pacientes terem sido assistidos na urgência com queimaduras por ácido. As vítimas terão sido abordadas dentro dos automóveis e atacadas quando abriram as janelas.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo