Magrebe | Médio Oriente | Segurança

Cidadão francês poderá ser o sucessor do líder do Estado Islâmico

MohamedBenSalemalAyouni
Mohamed Ben Salem al-Ayouni, aliás Jalaluddin al-Tunisi

A morte do líder da organização terrorista Estado Islâmico, Abu Bakr el-Baghdadi, ainda não foi formalmente confirmada, mas o grupo islamista já terá “escolhido” um sucessor para chefiar a organização após o desaparecimento do autoproclamado “califa”.

Mohamed Ben Salem al-Ayouni, aliás Jalaluddin al-Tunisi (o tunisino), poderá ser o novo califa do Estado Islâmico, avançou o canal saudita Al Arabiya logo após a cerimónia de homenagem às vítimas do atentado em Nice, no sul de França.

O possível sucessor de el-Baghdadi, nasceu em 1982 em Sousse na Tunísia. Adolescente, emigrou para a França onde obteve a nacionalidade francesa. Regressou à Tunísia em 2011, após a revolução de Jasmim mas decide partir para a Síria e integrar as fileiras do Estado Islâmico. Em 2014 Mohamed Ben Salem al-Ayouni (Jalaluddin al-Tunisi) assumiu o comando do Sariyat al-Ghoraba, conhecido como o batalhão dos estrangeiros, tornando-se numa das figuras mais destacadas da organização terrorista.

Reputado como um temível chefe de guerra, Abu Bakr el-Baghdadi nomeou-o “Emir” do Estado Islâmico na Líbia, depois da derrota da organização terrorista em Syrte face às forças líbias.

Segundo Al Arabiya, Jalaluddin al-Tunisi mantém excelentes relações com as organizações terroristas do Norte de África e poderá, rapidamente, alargar o seu eixo de influência.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo