Magrebe | Segurança

Confrontos em Marrocos tornam-se cada vez mais violentos

marrocos-protestos

Os confrontos entre os manifestantes e as forças de segurança marroquinas na cidade de Al-Hoceïma, com pano de fundo a marginalização da região, estão a tornar-se cada vez mais violentos, afirmou uma testemunha ao site de notícias Le Desk na sexta-feira.

“Cerca de 100 residentes juntaram-se numa avenida (na noite de quinta-feira) para protestar. As forças de segurança intervieram em força”, disse uma testemunha, contatada por telefone.

Le Desk, refere que “Os confrontos noturnos estão a transformar-se numa revolta, em batalhas com a polícia, com pedras contra gás lacrimogénio”.

Os protestos intensificaram depois de um tribunal ter condenado na quarta-feira 25 manifestantes e membros suspeitos de fazerem parte do movimento dos protestos, a 18 meses de prisão cada, de acordo com o advogado de defesa.

O Al-Hirak al-Shaabi, ou Movimento Popular, tem vindo a realizar protestos há várias semanas, na problemática região do Rif do norte de Marrocos, exigindo empregos e o fim da corrupção.

As manifestações ocorreram durante a noite, após o final do jejum praticado durante o  Ramadão.

O líder de Hirak, Nasser Zefzafi, foi preso em 29 de maio e está sob custódia em Casablanca, aguardando julgamento, juntamente com outros líderes do movimento.

Al-Hoceima foi abalada pelo agravamento da agitação social desde a morte em outubro de um pescador, que foi esmagado por um camião de lixo quando tentava recuperar o peixe-espada que tinha sido deitado fora pelas autoridades, porque tinha sido pescado fora da estação.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo