Magrebe | Segurança

Desmantelada em Marrocos célula de recrutamento do Estado Islâmico

bcij-marrocos

Sete pessoas suspeitas de recrutar combatentes em nome do Estado Islâmico (Daech, acrónimo em árabe) foram detidas quarta-feira em Fez e Moulay Yacoub, no norte de Marrocos.

Marrocos, que anuncia regularmente o desmantelamento de células terroristas, tenta não só conter as partidas para as zonas de conflito, mas também o regresso ao país de cerca de 1.200 marroquinos que partiram para combater nas fileiras do Daech.

Os membros da suposta célula de recrutamento foram presos pelas forças especiais do departamento central da investigação criminal (BCIJ), o corpo de elite que se ocupa das investigações anti-terroristas. Os detidos tinham ligações com outro grupo próximo do Daech, desmantelado recentemente, avançaram as autoridades.

De acordo com os primeiros elementos da investigação, pelo menos três combatentes marroquinos foram enviados por este grupo para áreas de conflito na Síria e no Iraque, para aprenderem técnicas de combate. Daí, as autoridades marroquinas recearem o regresso ao país dos membros da organização do Estado islâmico.

Desde 2015, com a criação do BCIJ, Marrocos desmantelou mais de 40 células terroristas em seu território e deteve cerca de meio milhar de supostos apoiantes da causa jihadista.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo